31/03/2011

Yashica MF-1

Estava com vontade faz um tempo de fazer algo diferente relacionado à fotografia. Minha primeira ideia foi fazer uma pinhole, porque acho a técnica incrível! Mas, faltou tempo e disposição pra isso. Então, peguei algumas câmeras antigas emprestadas e fiz um teste para ver se funcionavam. Essas são as câmeras:



São três Kodaks e uma Yashica. Só a Yashica ainda funciona bem e consegui tirar fotos legais com ela.




O filme que usei é daqueles comuns mesmo, o Kodak 400. Nenhuma dessas fotos foi editada no Photoshop ou qualquer outro programa.
O fato de uma câmera tão antiga, de 1979, ainda ter tudo funcionando corretamente (inclusive o flash) é sensacional!
Eu não fazia ideia de como seria o resultado das fotos. Esse é um dos mistérios da fotografia analógica e é o que a faz ser tão interessante. A fotografia analógica é um encanto. Um encanto que duvido alguma tecnologia, um dia, superar.
Beijos, beijos.

24/03/2011

O poderoso batom vermelho

Desde a década de 30, o batom vermelho vem sendo um dos principais itens de maquiagem da maioria das mulheres. Ele é clássico, sexy, feminino, ousado. A mulher que o usa mostra que é segura e auto-confiante e nunca passará despercebida. Em seus primeiros anos, o batom vermelho era usado principalmente pelas mulheres que trabalhavam na noite. Coube à Marilyn Monroe, Grace Kelly, Rita Hayworth, entre outras, tirá-lo do posto de vulgar e transformá-lo em um poderoso acessório.

Marilyn Monroe, Grace Kelly, Rita Hayworth


Todas as mulheres, de todas as idades, podem usar o red lipstick. Existem diversas tonalidades que combinam para diferentes tipos de pele e personalidades. Pode ser usado tanto de dia, quanto de noite (sempre tendo cuidado com exageros).
  • Mulheres de pele clara ficam bem com a maioria dos tons de vermelho.
  • Para as que tem pele morena, combinam tons mais escuros, como o cereja.
  • Asiáticas podem usar o vermelho-vivo (não tão puxado para o laranja ou para o vinho).
  • Negras e mulatas ficam melhores com tons fechados, como o bordô.

Embora seja lindo, o batom vermelho pode sim fazer um make ir do clássico ao exagerado em instantes. Para não cometermos deslizes, existem tutoriais simples e fáceis na internet que salvam a sua produção. Escolhi um vídeo bem simples e com a proposta que penso ser uma das mais interessantes, que dá o equilíbrio certo entre olhos e boca.


Beijos, beijos.

09/03/2011

Style?

Romântico, pin up, hippie, rock, navy... Há muitos estilos para você se encaixar, muitas formas de se identificar conforme o que você usa. É ótimo saber exatamente o estilo que queremos seguir e não ter dúvidas a respeito das peças que gostamos de usar. Mas e se admirarmos e incorporarmos elementos de vários estilos ao nosso guarda-roupa? Isso significa que não temos um estilo definido? Eu, por exemplo, comprei no mesmo dia uma camiseta de banda e uma camisa de botões bem "românticazinha", o que é bem controverso. E quer saber? Não dou a mínima para isso.
A respeito de televisão, na série Gossip Girl cada personagem usa um estilo que é próprio delas: Blair é clássica e retrô, Serena usa peças boho-chic, Jenny usa punk e grunge, Vanessa é mais adepta do hippie.


Blair, Serena, Jenny e Vanessa


Será que somos obrigados a nos identificar com apenas um estilo? Minha opinião é que não. Vivemos momentos diferentes, com humores diferentes, com pessoas diferentes, com pensamentos diferentes. Tudo isso acaba influenciando no nosso modo de agir e consequentemente nas nossas roupas. Misturar várias tendências e tentar combinações diferentes é essencial. Ter estilo para algumas pessoas é estar na moda, ser fashionista. Para mim, ter estilo é usar as peças que gostamos e nos sentirmos seguras com elas. Confiança é a palavra de ordem. E isso nunca vai sair de moda.
Beijos, beijos.

05/03/2011

Reading and reading

Ultimamente só tenho lido Meg Cabot. Não sei a razão de eu gostar tanto dos livros dela, mas deduzo que seja porque sou tão romântica quanto as personagens. Odeio profundamente gastar dinheiro, porém, mudo meu conceito quando se trata de livros. Eu poderia sim baixar esses livros pela internet e gastar o dinheiro com roupas, por exemplo. O fato é que não consegui me acostumar a ler através do computador. Devo parecer um pouco antiquada, mas minha opinião é que nenhuma tecnologia com a finalidade de ler poderá algum dia substituir o "livro de papel". Os últimos livros que li foram: "A Garota Americana", "Quase Pronta" (continuação de "A Garota Americana"), "Cabeça de Vento" e "A Rainha da Fofoca".

  • "A Garota Americana" conta a história de Samantha Madison, uma adolescente comum que vive nos Estados Unidos. Ela vê sua vida se transformar após salvar o presidente do país e todos passam a considerá-la uma heroína nacional. Também é nomeada embaixadora teen da ONU e engata um romance com o filho do presidente.

  • Em "Quase Pronta", Samantha é convidada a passar o final de semana na casa de campo de seu namorado, o filho do presidente. Ela desconfia dos motivos que fizeram David convidá-la e não tem certeza se vai estar preparada para isso.

  • "Cabeça de Vento" tem, além de romance, ficção científica. Emerson Watts odeia seu nome, tem problemas com quase todo mundo da escola e seu melhor amigo nem desconfia de sua paixão por ele. Um acidente num shopping aproxima Em e a famosa modelo Nikki Howard mais do que deveria e os problemas começam a aparecer.

  • "A Rainha da Fofoca" conta com Lizzie Nichols como personagem principal. Ela está se formando na faculdade e viaja a Londres para encontrar seu namorado. Devido a sua "boca grande", fica presa em Londres e não tem como voltar. Por sorte, sua amiga está por perto, o que não a impede de estragar tudo outra vez. Ela terá que provar para todos que realmente mudou, ou perderá o amor de sua vida.

Adorei todos os livros, mas meu favorito foi "A Garota Americana". Espero que leiam e gostem!
Beijos, beijos.

03/03/2011

Visita a Gramado-RS

Neste final de semana, viajei a Gramado-RS para participar de um "concurso". Apesar de estarmos em uma época de baixa temporada, a cidade não deixa de ser linda e encantadora. Fiquei apenas três dias em Gramado e confesso que fui conhecer poucos pontos turísticos, pela falta de tempo. Mas no intervalo entre um compromisso e outro, consegui algumas "escapadinhas" para dizer que aproveitei um pouco a cidade. Embora ainda estejamos no verão, não era o que os termômetros de lá marcavam: 15º graus pela manhã. Deve ser esse o motivo para que a maioria das lojas vendam artigos de inverno. Segue abaixo algumas fotos que tirei por lá.

Minha mãe e eu no "Le Chalet", restaurante de fondue bastante tradicional
As construções seguem essa linha que busca conservar a história da região
Lago Negro. Esse lugar seria um "Parque do Ibirapuera" de Gramado, onde as pessoas caminham e andam de bicicleta ao seu redor. Há ainda a opção de andar com os pedalinhos que tem formato de cisnes.


Visitei também a ExpoGramado, mas não sei se conta como ponto turístico. E como não podia sair de Gramado apenas com os quilos adquiridos de tanto comer chocolate, encontrei um bazar incrível, com peças da coleção de verão de várias marcas famosas com preços bem baixos.

Comprei essa mini saia da Calvin Klein e paguei só R$70,00!

Fazia tempo que eu estava querendo um Oxford, mas não achava um que fosse de meu agrado. Amei esse azul justamente por não ser nada comum, do jeito que eu gosto.

Essa viagem me trouxe muitos resultados positivos e experiências muito boas. Um dia ainda visitarei Gramado no natal, pois dizem que é muito mais bonita. Será que é possível mais bonita? Quero descobrir.

Beijos, beijos.